“Geração prateada” dá impulso ao e-commerce

Dois terços das pessoas com 55 anos ou mais na América Latina – considerando México, Argentina, Uruguai, Chile, Peru e Colômbia – fizeram alguma compra pela internet nos últimos 12 meses, enquanto no Brasil foram quatro a cada dez. Mais de 90% têm smartphones, sendo 95% na média dos seis países latino-americanos e 93% no caso brasileiro.

A pesquisa traz um retrato da força do e-commerce após o início da pandemia, quando o isolamento social obrigou as pessoas a se voltarem cada vez mais para o comércio digital, inclusive as mais velhas.

Essa maior complexidade significou mudanças no uso de ferramentas digitais e também ampliação da variedade dos produtos consumidos e da frequência, muito além apenas de eletrônicos ou livros. No caso brasileiro, a Tsunami Latam mostra cinco categorias de produtos com menção de compras nos últimos 12 meses superior a 30%: eletrônicos (38,4%).

Diretora de negócios da Época Cosméticos, empresa do Magazine Luiza, Christiane Bistaco defende maior atenção das marcas para o público maduro. “É uma das gerações que têm o maior poder aquisitivo. Para sua fidelização, ela precisa ser bem atendida e entendida. Esses clientes estão cada vez mais conectados e sem medo de se aventurar em compras on-line.

Relacionados: